Práticas em Desenvolvimento

Neste espaço são compartilhadas as experiências de educadoras e educadores que utilizam a Campanha Defenda-se em seus projetos. Acreditamos que ao disponibiliza-las em nosso site outros profissionais poderão se inspirar e produzir novas atividades, contribuindo, assim, para a defesa dos direitos de meninos e meninas.

PRÓXIMA
Projeto:

Crescer sem Violência

Você também pode baixar o arquivo com todas
as práticas clicando no botão ao lado:

Instituição:

Centro Social Marista Itapejara, Rede Marista de Solidariedade

Resumo da proposta:

O dia 18 de maio é marcado pelo combate à violência sexual de crianças e adolescentes. Para chamar atenção para a data, o Centro Social Marista Itapejara, como ação interdisciplinar, desenvolve o projeto Crescer sem Violência, que realiza inúmeras atividades de conscientização sobre o tema na semana que precede a data, chamando a atenção para a importância de se denunciar esta violência. Tendo como referência materiais do Centro Marista em Defesa da Infância, especialmente os vídeos da Campanha Defenda-se e materiais como o livro “Pipo e Fifi”. O objetivo é estimular a autodefesa bem como o autoconhecimento dos educandos e educandas sobre o seu corpo, além de contribuir de forma significativa na divulgação dos diversos canais e equipamentos de denúncia contra o abuso e a exploração sexual. Proposto a partir da demanda da Unidade Social, as atividades realizadas tiveram como público alvo os educandos e educandas de 6 a 17 anos.

Metodologia e Atividades:

A primeira atividade proposta foi a veiculação dos vídeos da Campanha Defenda-se, realizada no espaço da biblioteca, seguida de uma roda de conversa com os(as) educandos(as) sobre os temas dos 11 vídeos. Posteriormente, os educandos puderam brincar jogando o jogo de tabuleiro do livro “Pipo e Fifi”, com o objetivo de reforçar atitudes protetivas, como os toques do sim e toques do não. As demais atividades foram realizadas durante a semana, entre elas, um cine debate com os adolescentes, sobre o filme “Confiar”, que aborda a exploração sexual de crianças e adolescentes por meio da internet. A intenção foi debater com os adolescentes sobre os perigos do ambiente virtual e a garantia dos direitos sexuais, cujos princípios asseguram a toda criança e adolescentes o direito ao desenvolvimento de uma sexualidade segura e protegida, livre do abuso e da exploração sexual. Os(as) educandos(as) conheceram também a história do caso Araceli, os equipamentos de proteção do município e os canais de denúncia como o Disque 100. A partir dessas atividades os educandos produziram cartazes e faixas, mobilizando e sensibilizando toda a comunidade educativa e o próprio território através de uma “blitz” na praça central da cidade. Além disso, a psicóloga da unidade participou de uma entrevista para auxiliar na elaboração de material de prevenção para o município de Honório Serpa/PR. Na oportunidade a jornalista em questão conheceu a campanha Defenda-se e o apresentou em cidades vizinhas.

Resultados alcançados:

Com as ações do projeto, impactamos os 300 educandos da unidade, entre crianças, jovens e adolescentes. A metodologia lúdica e objetiva conseguiu mobilizar colaboradores, comunidade educativa e teve um importante impacto no território, visto que as atividades extrapolaram os muros da Unidade Social e a Campanha Defenda-se chegou às demais escolas do município, tornando-se referência do tema para a Rede socioassistencial.

Depoimento sobre a campanha Defenda-se:

Os vídeos da Campanha Defenda-se de forma muito lúdica e com uma metodologia muito assertiva e inclusiva, conecta crianças, jovens e adolescentes no campo da defesa e combate à violência sexual, amplificando as discussões com diversos públicos e provocando principalmente nos educandos curiosidade, engajamento e atitude.

Se você gostou do projeto e acha que ele faria diferença em sua instituição, entre em contato com os responsáveis para tirar dúvidas e saber mais detalhes da proposta.

Contato de referência:

Luciano José Izidoro, Assistente Social
(46) 3526-1387 | jose.izidoro@solmarista.org.br

Bruna Tibolla, Psicóloga
(46) 3526-1387 | bruna.tibolla@solmarista.org.br

PARTICIPE TAMBÉM

Inscreva as práticas da sua escola e inspire outros educadores. Baixe o DOC em seu computador, preencha o formulário e envie para

ATENÇÃO: Ao inscrever sua prática, você concorda em torna-la pública para livre consulta dos usuários.

Professora brincando com bonecos em cada uma de suas mãos